18 setembro 2007

Fim (sem fim) alternativo

Sentindo os beijos e as mordidas de Delcio no pescoço e costas, ela levanta-se e o despe vagarosamente. Deixa-o arrepiado enquanto arranhava devgar as suas costas. Ele perde-se em seu corpo, acaricia seus seios e seu abdome, enquanto isso, ela segura seu menbro sentindo-o enrijecer entre suas palmas. Deitada no banco, Amélia o sente beijar a vulva e as coxas e quase grita de excitação, beija, lambe e suga-lhe o órgão

Prometo que a minha fase (de escrever) putaria acaba aqui.

Um comentário:

gio disse...

Bahhhhh fiquei toda molhadinha... só de ler... heheheh