19 outubro 2006

Depois de ter contado os podres...

Tem dias em que tudo que a gente quer é ficar fazendo nada o dia todo, com um friozinho gostoso, muita porcaria pra comer, um filminho, um cobertor e um namorado.Encheu duas linhas aqui, mas eu sei que não é muito não...

To a dias precisando de um descanso pra minha cabeça.
Precisando namorar bastante, ver TV, não ler poligrafo em ônibus, dormir pelo menos umas 7 horas... De ter dor em tantos lugares, estou sentindo lugares onde eu nem sabia que passavam musculos/nervos... E Dai eu começo a pensar que não uma velha, mas talvés eu seja um jovem muuuuuito tensa. Sim, mas o que a minha bundinha doendo tem a ver com tensão? Eu também não sei, mas é a única explicação viável que me ocorre...

Porque convenhamos, uma trabalho que até quando tu não tm nada pra fazer é estressante, uma faculdade onde seguidamente é preciso relembrar das pessoas do quando está custando aquela aula e do tempo que eu gasto ali, além dos lembretes a pessoas "bem grandinhas" sobre educação. Uma promoção onde só a minha chefe será premiada (e ponha premiada nisso!!), um pai adolescente, mãe maluca e namorado ausente... Convenhamos que não é pra qualquer um. E não, o meu convênio não cobre psicólogo... E a empresa nem convênio tem.

Dai os meus 21 anos podem, facilmente tornarem-se 63... Concorda comigo?

Acho gozado, mas fico feliz pelos "ataques sinceros de felicidade" que a Adri tem... Eu sinceramente só estou conseguinda dar pulinhos na companhia (quase escassa) do Maicon. Ele tem o incrível talento de não-sei-como me deixar feliz, mesmo nos piores dias, mesmo depois de 4 anos e meio...

Pena que nos vemos cada vez menos.
E eu não sei se quero essa solidão pra sempre...
Que eu não sei até onde é solidão e até onde é exagero meu.

Nesse momento meu estomago doi, o que precede uma tonturinha básica, que precede a dor costas-bunda-coxa que precede a minha vontade de morrer... Ou de arrancar alguma cabeça, ou as duas coisas...

Se vai ser um dia bom? Provavelmente, depois destes dis últimos dias é bem difícil que alguma coisa consiga me estressar mais... E fora os sonhos terem me abandonado e agora eu só sonnhar com OS completando 30 dias, Procon nos ameaçando, namoro terminado, meu pai surtando, etc etc etc...

Pesado demais pra mim.
A independencia tem sua carga, e eu não sei até onde vou conseguir carregar.






Cansada, pesada, velha e neurôtica
Gabrielinha.

Um comentário:

adri disse...

gabrielinha...

nossa, eu sei como eh quando tudo de repente fica pesado demais pra gente. acredite, apesar desses meus ataquezinhos basicos, jah tive momentos bem deprimentes/estafantes/irritantes na minha vida.... as coisas melhoram, nao te preocupe...

ah, isso dos teus coleguinhas, a qm alguem sempre tem que lembrar o quanto eles tao gastando ali, isso eh normal!! tbm me irrita mtuuu em algumas pessoas, e por isso tbm eu queria tanto a ufrgs!

sabe, falando em ufrgs, posso te dar uma dica? (se tu nao achar que to me metendo mtu, claro). mas foi o que eu fiz qnd tva me sentindo assim que nem tu agora, com dor de stress ateh na bunda... huahuahuah
::: pega uma folhinha, escreve as coisas que, se tu pudesse, mudaria na tua vida. mas coisas plausiveis, neh.. tipo, entrar na ufrgs pra nao se estressar mais com um monte de boys na feevale, ter aulas com um monte de genios e nao ter que pagar........ tipo conseguir um outro emprego, onde, apesar de tu ter mais "serviço" de verdade, tu nao vai detestar estar todo dia........ tipo mudar pra porto alegre (em consequencia da ufrgs), sendo que desta forma tu poderia ver mais o maicon... esse tipo de coisas! dai pensa no que tu podes fazer pra conseguir isso. e corre, mtuuuuuu, atras.

foi o que eu fiz. sei que nem sempre eh facil, ou dah certo, mas acho que vale a pena tentar.

pq esses "ataques sinceros de felicidade", sao a melhor coisa do mundo, e sao a prova de que a gnt tah em paz consigo e com nossa vida.... e eh o que eu desejo pra ti gabi, mtuuus ataquezinhos de felicidade

bjn